Depois que alguns meses sem postar por aqui, venho mostrar um pouquinho de como foi meu Carnaval! Já tinha um tempinho em que eu juntava dinheiro para viajar, mas no fim, acabava não indo (ou precisava do dinheiro). Até que, finalmente, consegui viajar para Serrinha do Alambari, mais precisamente no Camping Clube do Brasil de lá!

A viagem do Rio até o CCB da Serrinha foi bem tranquila, e ficamos um tanto surpresos por estarmos viajando em pleno Carnaval e não ter trânsito. Demorou cerca de 2 horas e meia para chegarmos, por não sabermos exatamente onde ficava o camping e ter parado algumas vezes para pedir informações. O local para a entrada do camping é próximo de Penedo, cerca de 30 minutos. A estradinha que liga à entrada do camping é cheia de buracos e pedras, e não tem muitas opções de restaurantes e mercados.

Já o Camping da Serrinha não deixa a desejar. É limpo, calmo e encantador! O banheiro, apesar de ter instalações antigas, era sempre limpo. A cantina serve café da manhã, almoço (que era à kilo), e janta à la carte ou lanches (pizza, hamburguer, etc). Apesar de ter ido em alta temporada, e principalmente por ser Carnaval, fiquei surpresa por não ouvir um barulho sequer. Nem de som alto, nem de pessoas falando alto em barracas próximas... Foi muito tranquilo!

Vale lembrar que o Camping conta com várias trilhas e cachoeiras, o que torna ainda mais atrativo. A trilha mais demorada é até o famoso Poço das Esmeraldas, que apesar de distante (em torno de 15 minutos) e com bastante descida, dá para ir com crianças tranquilamente. A cachoeira possui partes mais rasas e tranquilas, que é ótimo pra quem não sabe nadar ou tem medo de ficar próximo da queda da cachoeira.

A trilha é cercada de plantas, e os olhos mais atentos conseguem achar orquídeas, bromélias e... Macacos?! Sim, demos sorte! No meio do caminho encontramos um macaquinho em meio às árvores, mas não conseguimos ver exatamente como ele era. Mas tudo bem, já valeu a sorte!


Ficamos bem próximos à cantina e ao banheiro. Procuramos um local perto de um poste de luz, já que não levamos nada além de uma lanterna e o local não fornece pontos de luz.







Aliás, nem se preocupe em levar roupas muito arrumadinhas. Quanto mais confortável, melhor! Vale levar moletons e casaquinhos, já que sempre chove no final da tarde por lá e as manhãs são frias.



Macaquinho bem curioso e desconfiado.


Orquídea em meio a trilha.







Poço das Esmeraldas.



Pra quem gosta de vídeos, ainda pode dar uma conferida nos vídeos que fiz no CCB aqui (é só clicar em cima)! Não esquece de se inscrever no canal e curtir o vídeo. hehe


Mas e vocês, para onde foram nesse Carnaval? Conhecem mais algum camping legal? Me conte aqui embaixo nos comentários!

Marcadores: , , , , , , , , , , , , , , ,




COMENTE!








Se tem uma coisa que adoro e acho essencial na decoração são as plantas! Não precisa nem de muita coisa, às vezes só um vasinho em cima da escrivaninha ou na estante da sala, já dá todo aquele charme que faltava na decoração. Pra quem não tem tanto espaço em casa, sobra opções: jardim vertical, vaso suspenso, prateleiras ou até cachepots. Na hora de escolher o lugar ideal, as opções também não faltam!

Aqui em casa, plantinha é o que mais tem! Entre meu berçário de suculentas (que é onde deixo todas as suculentas pequenininhas que estão crescendo), cactos, terrários e suculentas grandinhas, ainda me dá aquela vontade enorme de colocar um mandacaru grandinho no canto da sala.

Como sei que vez ou outra ficamos sem inspiração na hora de decorar, vim mostrar como é simples e fácil arrumar um espaço para plantinhas e se apaixonar pelo mundo das plantas!


(foto 1: Histórias de Casa |  foto 2: Pinterest)

Se te falta inspiração e espaço, vale colocar o vaso em cima da mesa de centro, em alguma prateleira ou colocar a planta em um vaso grande e colocar, por exemplo, ao lado do sofá ou da estante da sala. E acredite: dá um charme a mais pro ambiente. Adorei a ideia de colocar o mandacaru no cantinho da sala! (na foto do canto direito)

(fotos: Pinterest)

Pra quem tem mais espaço em casa e gosta de ousar, também vale usar plantas com folhagens e tamanhos maiores. Fica super bonito em ambientes branquinhos ou de cores neutras, que acaba destacando a planta. Plantas como a lança e espada de são jorge são as minhas preferidas dessa opção!

(fotos: Pinterest)

E para quem gosta de inovar, vale pendurar vasinhos no teto, janela, parede... Confesso que adoro! Também dá para usar um banquinho charmoso para apoiar o vaso (como na foto do lado esquerdo). E o que dizer sobre essa bananeira anã? (da foto do lado direito) Só usaria a bananeira anã em outro local (é mais uma questão de gosto mesmo). Super usaria numa sacada/varandinha ou na sala.

(foto por: Dele e Dela)

 O jardim vertical é outra ótima opção para usar na sacada/varandinha, onde costuma bater sol grande parte do dia. Não ocupa tanto espaço, dá para colocar várias plantinhas juntas e dá um charme total ao ambiente. E convenhamos: é uma gracinha, né?




1- Jardim vertical MMM: Apesar de ser um pouco mais caro do que as outras opções, vale muito à pena para quem tem uma sacada ou varandinha e não sabe o que colocar lá. Normalmente a sacada é a área mais esquecida da casa, onde ficamos sem saber o que colocar e como decorar. Tá aí uma ótima opção para renovar sua sacada, e deixar sua casa mais verde!

2- Jardim vertical MMM: Pra quem não quer desembolsar muita grana num jardim vertical bem grande, esse jardim vertical menorzinho é uma boa opção. Pra quem tem menos espaço também é uma boa escolha!

3- Vaso suspenso Melancia: Não poderia deixar de citar uma das minhas fofurinhas, né? O vaso suspenso é a opção mais barata e versátil dessa lista. Você pode pendurar onde quiser: quarto, sala, cozinha, banheiro, sacada... E se enjoar de pendurar (o que é bastante raro) ainda pode usar como um vasinho comum. Ah, tudo bem... Nem tão comum assim, vai! A estampa de Melancia é lindeza pura. Além disso, é uma ótima opção para dar de presente também!

4- Trio de vasinhos: Tô há tempos apaixonada por esse trio de vasinhos. O legal é que dá pra usar cada um em um lugar diferente, ou então, juntinhos. Muito amor, né?


E aí, qual das inspirações vocês mais gostaram? Tá difícil decidir qual é a minha preferida... Na dúvida, usa todos!





COMENTE!








(foto por Dabito)

Em meados de janeiro desse ano (que foi quando realmente me mudei), tenho desvendado esse novo universo de morar sozinha. Não é nada aterrorizante como muita gente deve pensar, na verdade é uma coisa bem "automática". Só exige um pouco de calma e prática. E é isso que vim mostrar pra vocês hoje: o que aprendi morando sozinha!


Ficar sozinho é bom... mas nem sempre!
Tudo bem que todo mundo precisa de um tempo pra ficar sozinho, ver séries que gosta, ler algum livro, ou só ficar de bobeira. Estar só é bem diferente de se sentir só. 
Eu mesma, que jurava que iria adorar ficar sozinha, acabo me sentindo muito sozinha quando passo mais de um dia dentro de casa sem me comunicar com ninguém. O ideal é não deixar isso afetar nosso humor, e quando não tem jeito de sair de casa ou ter alguém pra fazer companhia, o melhor a se fazer é colocar alguma música animada, ver algum filme divertido, fazer um dia da beleza (com direito a hidratação no cabelo, fazer as unhas, e o que mais achar necessário) ou começar a aprender alguma coisa nova (seja artesanato, instrumento ou a praticar algum esporte).
Como solucionar: Se começar a perceber que está ficando triste, ligue para algum amigo ou familiar e combinem de se encontrar. Só não vale ficar na pior!


Lavar a roupa não é tão fácil.
Pra quem acha que é só apertar um botãozinho e já vai sair tudo prontinho de lá, está muito enganado! A minha sorte é que já sabia o básico pra se lavar roupas: roupas coloridas não se misturam com roupas claras, senão, mancham! Claro que vai dar trabalho em dobro, mas garanto que suas roupas não vão ficar manchadas. Vale lembrar que blusas de poliéster costumam dar bolinhas e o ideal é serem lavadas à mão. Roupas que têm renda, crochê e aplicações (strass, pérolas, ou miçangas grudadas na blusa) devem ser lavadas no ajuste de "roupas delicadas" ou se quiser garantir que saiam intactas, lave à mão!
Como solucionar: Passe a ler as etiquetas que vêm na roupa, e entenda os cuidados necessários para cada tipo de roupa. Se não tiver paciência pra isso, faça pelo menos o básico: separe, na hora da lavagem, as roupas claras das roupas escuras/coloridas. Também vale usar sabão líquido próprio para lavar roupas (que serve como sabão e amaciante).


Controlar os gastos é essencial.
Vou contar um caso pra vocês: já teve mês que na primeira semana, meu dinheiro já tinha ido embora. Acredite ou não!
Claro que fiquei toda enrolada e tive que pedir dinheiro emprestado (que é uma coisa que detesto fazer), mas eu aprendi a lição de comprar somente o necessário. Sempre que quero comprar alguma coisa, penso se realmente vale à pena: se vou realmente usar, se o preço está justo, e se aquele dinheiro não vai me fazer falta depois. Porque posso garantir que não tem nada pior que comprar uma blusa linda e que eu pensava que precisava, e na próxima semana precisar da grana pra ir no cinema com os amigos ou pra jantar em algum lugar legal.
Como solucionar: Faça um cálculo de quanto você gasta com contas necessárias para casa por mês. Isso inclui conta de água, luz, telefone/internet/tv à cabo, gás, e compras do supermercado. Veja em média quanto você gasta por mês, e já deixe esse dinheiro separado. O legal de anotar tudinho o que você gasta, é que às vezes nem nos damos conta que estamos gastando demais com certa coisa que podemos até fazer com menor frequência (comigo era no shopping e lanches fora de casa!), e isso pode te ajudar bastante a economizar sua grana para uma viagem que você tanto quer! O ideal é deixar sempre um dinheiro guardado para emergência também.


Agora é por sua conta.
Quando você decide morar sozinho, tudo vai ser por sua conta (literalmente). Não vai ter mais sua mãe pedindo pra dormir cedo porque tem faculdade ou trabalho de manhã, nem a louça vai ficar limpa misteriosamente. O jantar não vai ficar pronto de uma hora pra outra, e com certeza suas roupas vão continuar sujas se você não colocar para lavar. Claro que dá muito trabalho e cansa às vezes. Mas na segunda semana você já acostuma (pelo menos foi assim comigo!).
O ideal é se organizar e não deixar todas as coisas se acumularem. Também têm vezes que dá vontade de deixar a louça suja na pia e só lavar no outro dia, assim como a preguiça de cozinhar aparece. O legal de morar sozinho é que você tem essa liberdade de escolha, só não vale deixar tudo pra depois e acabar ficando enrolado! Lembre-se: você está sozinho nessa.
Como solucionar: Crie um planner e organize os dias de lavar as roupas, lavar o banheiro, arrumar a casa, e claro, os dias de "folga" também! De início você vai se manter organizado e seguindo o planner, mas com o tempo vai ajustando conforme sua necessidade (por exemplo: tem pessoas que limpam a casa duas vezes por semana, e outras que só limpam uma vez por semana ou uma vez a cada 15 dias - mas faz uma limpeza "bruta" mesmo). Eu, por exemplo, lavava minhas roupas uma vez por semana. Mas com o tempo vi que precisava lavar de duas a três vezes, já que não tenho tanta roupa. O principal é seguir as suas regras e suas vontades! Se você acha ok lavar o banheiro uma vez a cada duas semanas, então lave! O que não vale é ficar encanado demais com a limpeza da casa (e ficar se estressando porque já tem poeira no móvel da sala - porque acredite: dois dias depois a poeira toda já voltou!) ou deixar tudo largado. Com o tempo você encontra o equilíbrio!


Decorar a casa exige tempo... e dinheiro!
A primeira coisa que pensei quando fui morar sozinha é que iria ter exatamente tudo que eu queria em menos de 3 meses. E claro, me enganei!
Já moro sozinha há 7 meses e até hoje não tenho tv (que pensei que seria uma das primeiras coisas que compraria) e ainda faltam alguns móveis (só consegui comprar a escrivaninha nessa semana!).
É tudo muito caro e pra quem não tem tanta grana como eu, o essencial é pesquisar e pechinchar. O meu sofá, por exemplo, foi feito pelo meu pai e por mim. Pegamos dois pallets, juntamos, meu avô criou uns pés de madeira, compramos uma espuma enorme (para servir de "assento" do sofá) e escolhi qual seria o forro. Deu muito trabalho, mas conseguimos fazer tudo em dois dias e gastamos menos de R$200. Sendo que o sofá dá pra 4 pessoas, e serve como uma cama também! Tá, o que eu quis dizer com isso tudo? Têm coisas que dá pra você fazer, ao invés de comprar! Se não tiver essas habilidades ou não lhe sobrar paciência, o jeito vai ser comprar móveis caros ou juntar dinheiro por um bom tempo.


Morar sozinho não é tão aterrorizante assim.
Tudo bem que você vai ficar sozinho, vai ter que pagar as contas sozinho, lavar a louça, manter a casa limpa, e ainda tirar um tempo pra fazer suas coisas. Mas morar sozinho é libertador!
Apesar de não estar morando literalmente sozinha (moro na casa da minha avó - no mesmo terreno têm duas casas: a casa da frente, que é onde ela mora, e a de trás que é onde moro sozinha), já aprendi bastante coisa!
Muita gente se assusta quando vê que, morando sozinho, a responsabilidade vai toda para você mesmo, mas por outro lado, mesmo com alguns pontos "negativos", morar sozinho é uma coisa que todo mundo precisa passar por pelo menos uma vez na vida! Posso afirmar que nunca nem imaginava que conseguiria morar sozinha e cuidar de uma casa. Agora o próximo passo é ter uma casa que seja realmente minha.



Apesar de ter falado somente 6 coisas que aprendi, acho que são as essenciais que todo mundo que pretende morar sozinho precisa saber! Se vocês gostaram das dicas e querem saber mais sobre essa aventura louca que é morar sozinho, e quais perrengues já passei (mentira! no fim nem foi tanto perrengue assim... e ainda aprendi bastante), é só comentar aqui embaixo, que em breve postarei mais sobre! 


Marcadores: , , , , , , , , ,




COMENTE!








Estou há tempos querendo mostrar um pouco daqui de casa, mas não consegui comprar tudo ainda (falta televisão, escrivaninha - por enquanto tô usando uma mesa antiga, da casa da minha avó -, e algumas prateleiras pra poder arrumar tudo). Na antiga casa que morava, eu tinha um armário enorme e por isso ia acumulando coisas que nem usava. Quando vim pra cá, até dei muita roupa, acessórios e cacarecos que nem usava mais. E o legal é que passei a realmente usar tudo aquilo que tenho no guarda roupa, por estar tudo mais fácil de visualizar, e também acabei parando de comprar tanta roupa.
Apesar da decoração não estar totalmente completa, não me aguentei e vim mostrar um pouquinho de como está ficando esse meu cantinho provisório (porque claro, não dá pra morar na casa da minha avó pra sempre! hahah). Espero que vocês gostem!



Como já havia dito antes, assim que me mudei, optei por comprar uma arara de roupas e um gaveteiro para organizar e guardar minhas roupas. Isso porque acho guarda roupas meio chatinhos e comuns, e ter uma arara de roupas é tão charmoso e ainda ajuda a decorar meu quarto. hehe



Ensinei a customizar essa prateleira de caixote aqui.


O meu sofá de pallet é enorrrrrme! hahah. Esse é só um pedacinho dele, porque resolvi não mostrar o resto porque tinha uma bagunça no canto da sala (a.k.a caixas de papelão que uso na Le Hanger), mas dá pra ter noção de como o sofá é, né? Basicamente usei 2 pallets. Meu pai prendeu os dois pallets (um ao outro), e pintamos ele todo de branco, e logo depois meu avô criou e colocou as "pernas" do sofá. Depois foi só comprar uma espuma enorme para ser usada no assento, e fiz essas almofadinhas (comprei 2 tecidos chamados "oxford", nas cores preto e cinza, e passei a medida para minha avó). O legal é que o sofá é bem grandão e largo, ótimo pra ficar jogado no sofá assistindo um filme (agora falta só a tv! hahah). A almofadinha de coruja foi presente de aniversário que ganhei do meu irmão (meu outro irmão! eu sempre falo do meu irmão que faz fotos pra mim, mas esse que me deu a corujinha é outro).


Quando vim morar aqui, como não tinha nenhum armário pra guardar as comidas, acabava não tendo um lugar certo para guardar meus biscoitos e afins... Pensei até em comprar algum armário, mas como não preciso de comidas que são feitas no fogão ou usadas na geladeira (e não teria tanta comida pra guardar, afinal sou só eu!), resolvi fazer essas prateleiras com caixote também. Como disse, não preciso de fogão, porque moro na casa da minha avó (a casa é "separada", mas eu almoço, janto e tudo mais, na casa dela), e não preciso guardar feijão, arroz e esses tipos de comida. Só guardo mesmo "besteiras" nessas prateleiras: biscoitos, aveia, doces... Então não precisava de nada muito grande, nem nada. E vou dizer... Ficou legal pra caramba! Deu uma alegrada na cozinha/sala, e ficou bem charmoso. Eu adorei! E ainda foi bem baratinho... Gastei cerca de R$10 em cada (só gastei com tintas e lixas).


Esses passarinhos foram comprados lá no Saara, e custaram R$12 (o par). Fofo demais, né?


(fingindo que nem sou a louca da coruja e tenho centenas de corujinhas em casa)



Um olhar distante do meu rack... Agora só tá faltando a tv!
A parede listrada foi feita com a ajuda do meu irmão (o mesmo que faz algumas fotos dos meus Looks do Dia aqui do blog) e do meu namorado. Como a parede já era amarela, resolvi aproveitar a tinta anterior pra fazer essas listras... Foi só usar fita crepe, e claro, fazer listras bem retinhas (o que foi super demorado e chatinho de fazer, mas no final, valeu a pena!). Ficou bem legal, né? Falta dar uma segunda demão, que até hoje não tomei coragem de pintar, por questões de preguiça! hahah


Gente, pode falar: tem quadrinho mais fofo que esse? Conheci uma moça super gente boa, que resolveu trocar meus produtos (vasinhos suspensos) pelos produtos dela (desenhos). Daí enviei algumas fotos minha com meu namorado, e ela fez esse quadrinho puro amor! Agora ele tá enfeitando minha sala, e toda vez que vejo fico apaixonada de novo! hahah.


Mas e aí, gostaram de ver um pedacinho daqui de casa? Vou aos poucos ajeitando as coisas por aqui e volto pra mostrar mais (se vocês curtirem a ideia)! O que vocês mais gostaram? 

Marcadores: , , , , , , ,




COMENTE!








Ai, quanta saudade de postar por aqui! Agora com o novo layout, tô muito mais empolgada para fazer posts por aqui, e com certeza irei postar com mais frequência. 
Para começar com o pé direito, vim falar sobre uma coisa que adoro: decoração! E bom, nada melhor do que dar dica de uma coisa que já funcionou comigo e que tô gostando muito ultimamente, né?
Com "a casa nova", acabei tendo que decorar tudo desde o zero. E como estava sem grana, investi no que minha imaginação e meu bolso permitiu: customizar! Com isso, usei caixotes de feira (que dá pra você ver mais sobre isso aqui), pallet para fazer o sofá (brigadinha pela super ajuda, pai! hehe), e como não queria gastar tanto num armário pro meu quarto, acabei comprando coisas mais baratas: uma arara de roupa e um gaveteiro. E ó: prometo que em breve devo postar um "casa aberta" aqui pra vocês, e mostrar um pouquinho de tudo que fiz e customizei por aqui.
Mas fora todas essas coisas que fiz, minha ideia base era deixar tudo branco. Sim, branco! Para alguns pode até parecer meio sem graça, mas pelo contrário: como queria colorir a casa com os detalhes (como almofada, cacarecos de decoração, prateleiras, e afins), deixar a casa toda branca seria a melhor opção para ambiente não ficar com muita informação e dar ênfase (a.k.a chamar a atenção! hehe) às coisas que eu realmente queria que aparecessem.
Com toda essa introdução, tudo o que eu queria mostrar pra vocês é que dá pra gastar pouco e decorar a casa ainda melhor do que você esperava! Minha dica é: simplifique! Quer ver como dá certo?




As cadeiras com armações de ferro são um charme. O design e a simplicidade dessa cadeira, são as características que mais me chamaram a atenção. Lá nas gringas essa cadeira também é conhecida como Eames (abreviação de Charles e Ray Eames, um casal de designers norte-americanos que, cá entre nós, tinham muito bom gosto!). O valor pode variar de R$230 (quando você dá sorte de achar em promoção, hehe) até R$500. Claro que isso varia do material que a cadeira é feita: tem algumas com as pernas toda de ferro ou de madeira com ferro. Eu, particularmente, super compraria a de madeira! Mas aí vai de gosto e do quanto você pode pagar...



Os gaveteiros podem ser usados do jeito que você quiser: para guardar coisas de uso diário que precisam estar com um fácil acesso, guardar aquela baguncinha básica que não tem um lugar certo para guardar (fios de celular, da câmera, do computador, recibos e garantia de coisas que comprou...). Os preços variam conforme modelo e tamanho que preferir, mas costumam custar de R$140 a R$400.



As prateleiras são bem funcionais: ajudam diminuir a quantidade de coisas que ficariam em cima da mesa, além de servir para decorar o ambiente. Vale colocar de tudo: desde caixas organizadoras com documentos que precisam estar com um fácil acesso (como contas à pagar), até revistas ou plantinhas para decorar. Os preços variam entre R$40 a R$150.


Essa ideia é ótima para quem mora em apartamento alugado e não pode/não quer furar a parede. Já pensou em colocar algum quadro ou poster emoldurado em cima da mesa? Dá todo o charme que ele daria se estivesse preso na parede, e o legal é que você pode estar sempre trocando de lugar ou de quadro. Os valores variam entre R$30 a R$200 (quadros de tamanho A2).


As luminárias, além de darem um charme, são ideais para quem trabalha em um ambiente que não tem uma iluminação tão boa, mas que precisa frequentemente de uma boa iluminação para trabalhar (seja com desenho, pintura, ou para ler). Os modelos vão desde os mais "industriais" e mais rústicos, até aos mais clássicos. O valor varia entre R$80 a R$400. É um pouco carinho, mas pra quem realmente precisa dele no trabalho, é um item essencial!




1- Cadeira Eames inspired (com pernas de madeira), no Submarino.
2- Prateleira branca (dupla), nas Lojas Americanas.
3- Gaveteiro de madeira (com acabamento em branco), nas Lojas Americanas.
4- Luminária amarela (com haste flexível), na Oppa.
5- Poster (tamanho A2), na Oppa.
6- Poster (tamanho A2), na Oppa.


Mas e aí, gostaram das dicas? Qual delas vocês já gostavam ou usavam em casa? E qual vocês usariam ou gostariam de ter em casa?

Marcadores: , , , ,




COMENTE!








Vocês devem ter percebido que o layout do blog mudou, né? Mas eu tenho uma explicação pra isso: o blog tá em processo de mudança, assim como eu. Na verdade, é por esse motivo que tenho desanimado do blog: eu quero tanto mudar o blog e fazer ele ficar cada vez mais parecido comigo, mas nunca podia investir um pouco mais nele. Mas esse ano decidi: preciso investir nas coisas que me fazem bem, e o blog é um deles! Então não se assustem: com o tempo o blog vai se ajeitando, e provavelmente devo comprar um novo layout e dar uma arrumadinha nele. E até lá, a programação continua! hehe

Bom, o mês de março foi bem corrido (aliás, todos os meses foram bem corridos, até agora!), e investi em várias coisas que tinha vontade de fazer, mas acabava não fazendo.





No início do mês, fiz as fotos pra nova loja online da Erwin. Na verdade, já fazia muito tempo que paquerava a loja, e por sorte eles me chamaram pra fazer as fotos de lá (algumas como "modelo" e outra como "fotógrafa", hehe). Não preciso nem falar que as bolsas de lá são de apaixonar qualquer um, né? O design é o que mais conquista: as bolsas têm uma pegada jovem, mas sem forçar a barra. O que dá pra qualquer um usar sem ficar piegas. Outro ponto importante é a variedade de estilos, o que torna ainda mais difícil você entrar na loja e não gostar de nada. Já a qualidade, é de chocar qualquer um! E não é fazendo merchan não, gente (hahah, juro). Sou bem sincera em relação a isso. Ganhei uma bolsa de lá no ano passado (dá pra vocês verem o post que mostrei ela aqui) e ela continua intacta. Depois isso já comprei outras bolsas de outras marcas e já até arrebentaram, hahah. Daí você para pra pensar: vale mais a pena pagar uma coisa barata que estraga rápido, ou uma coisa um pouquinho mais cara, mas com qualidade? Bom... eu prefiro qualidade! Ah, dá pra você ver as fotos que fiz lá na nova loja online deles ou clicando aqui!


Um pouquinho depois, no dia 18, foi meu aniversário! Só que no dia acabei indo no shopping e nem fiz festa, até porque grande parte da minha família estava trabalhando e não poderia vir. Mas no sábado, dia 21, minha família por parte paterna veio pra cá e meu pai trouxe bolo, salgados (coxinha, bolinha de queijo, risole de camarão, e tudo que dá vontade de voltar no tempo pra comer de novo! hahah). Detalhe pro bolo super fofinho de cactus que a esposa do meu pai comprou pra mim! Tem como não me apaixonar?


Um tempinho depois gravei um vídeo de Get ready with me (ou "Se arrume comigo" - traduzido) que deve ir ao ar até esse fim de semana lá no canal do blog. Aliás, vou aproveitar pra comentar sobre a Forever 21, que pude conhecer no meu aniversário (quando fui no shopping). Achei tudo bem fraquinho e caro. A maioria das peças tinham sido remarcadas. Essa bolsa, por exemplo, custou R$15,90 (e antes custava R$12,90), e a camiseta custou R$29,90 (e antes custava R$24,90). Mesmo assim comprei as peças porque achei um preço razoável, mas fiquei numa expectativa de achar peças muito mais baratas e na verdade, não achei (os preços eram bem do nível da Renner, hahah). Os vestidos, por exemplo, custavam entre R$100 a R$130.




E no final do mês, resolvi pular de cabeça numa coisa que sempre me interessei: artesanato! Pra quem ainda não sabe, comecei a fazer esses vasinhos suspensos para plantas, que são feitos em macramê (tudo feito à mão por mim e com muito amor!) e podem ser usados em ambientes internos e externos (contanto que não pegue chuva nem sol, o que facilita o desbotamento das cordas). É ótimo pra dar de presente pra sua tia, avó, irmã... ou pra você mesmo! hehe. Dá pra você conferir um pouco mais do meu trabalho, lá na fanpage da loja. Os preços são super camaradas e também temos kits hortinhas (super útil pra quem quer ter uma mini hortinha em casa, mas não tem espaço).


Enfim, esse foi o mês por aqui! E por aí? Alguma novidade? Me contem! :)

Marcadores: , , , , ,




COMENTE!








Yey! Que saudade de postar por aqui... Como estão as coisas por aí? Aqui, como sempre, meio corrido. Mas é nesse ritmo que eu gosto! hehe.
O ano tá passando tão rapidamente que nessa semana que fui me dar conta que faltam só 2 dias pro meu aniversário. Como de costume, resolvi fazer uma listinha de desejos pra me ajudar a lembrar o que quero comprar (só eu que esqueço das coisas que queria comprar? Fico com milhões de coisas adicionadas nos favoritos do computador e quando entro no link, o produto já esgotou. hahah). E claro, pra quem quiser me dar presente, vou ficar super feliz e te amar eternamente! hahah (brincadeira, gente!)
Então bora conferir o que tô doida pra comprar? PS: pra entrar no site das coisas que postei na wishlist, é só clicar em cima do nome dos produtos ♡ 




1- Sapatilha tirinhas: Tô doida pra comprar uma sapatilha "vazadinha"(com essas tirinhas) há tempos! Como não gosto de usar rasteirinha porque meu pé fica escorregando dentro da sandália (e dá muita agonia!!!), essas sapatilhas/sandálias que tem tirinhas no tornozelo são puro amor! Pena que não consigo achar nenhuma legal por aqui onde moro, e quando acho, não tem do meu tamanho... Daí um dia desses estava vendo um site de sapatos, e achei essa danadinha! Pra quem quer saber: calço 39, e sim, eu sei... Meu pé é enorme! hahahah

2- Vitrola portátil: Quem me conhece sabe que adoro essas coisas retrôs, principalmente quando se trata de câmeras e vitrolas/gramofones. Tô há meses querendo ouvir meu vinil do George Harrison que ganhei do meu namorado, mas como não tenho vitrola, fico só na vontade! Quando vi essa vitrola super linda (e turquesa!), quase morri de tanto amor. E ó: o preço até que tá bem em conta. Os preços das vitrolas variam entre R$600 à R$1000. Tô doida pra comprar!

3- Baú de madeira: Agora com a "casa nova", acabei acumulando um monte de tranqueira que nem lembrava que tinha, e mesmo me livrando da maior parte das coisas, acabo não tendo onde guardar minha multifuncional, alguns documentos e outras tranqueirinhas. O baú vai ser muito útil pra guardar isso tudo, e ainda deixar o ambiente mais bonitinho.

4- Cartão de memória (classe 10): Ultimamente tenho adorado gravar vídeos pro canal do YouTube daqui do blog, e como meu cartão de memória é de classe inferior, ele acaba não suportando gravar mais do que 8 segundos (por isso que a maioria dos vídeos é cheio de cortes), e isso acaba me atrapalhando tanto na hora de gravar, quanto na hora de editar os vídeos. Esse cartão de memória de 32gb e de classe 10, vai quebrar um galhão!


Mas e aí, o que pretendem comprar esse mês? Gostaram da wishlist? Um beijo! :)

Marcadores: ,




COMENTE!






Sobre
Sobre


Débora Faria, 19 anos, Rio de Janeiro. Adoro me aventurar com fotografia, música, decoração e customizações. Aqui compartilho todas as coisas que acho legal e um pouco do que gosto de fazer! Para saber mais sobre mim, clique aqui.



Facebook
Facebook


Instagram
Instagram


Categorias
Categorias


Arquivos
Arquivos





Créditos
Créditos

Layout: JÚLIA / TWOLIA

Todas as imagens aqui postadas são fruto de reproduções ou tiradas por mim, caso contrário serão sinalizadas. Caso alguma foto sua tenha sido postada por aqui e você deseja que seja removida, entre em contato no cafecomcroquis@gmail.com :)